29 November 2011 ~ 0 Comments

[ATUALIZADO] Dexter no universo paralelo: S06E07

Isso aqui nao é Kansas

Essa temporada de Dexter esta sendo diferente das outras. Algumas vezes Dexter, esse novo e quase manso Dexter, esta sendo um personagem secundário. A estranha trama dos fanaticos religiosos, a irmã virando tenente. É como se a série estivesse se passando um universo paralelo.

É interessante como os roteiristas meio que ignoram o passado, e a morte de Rita aparece sempre como uma mera menção na serie, sem maiores efeitos dramaticos. Grande problema de series sem fim previsto, mesmo fato que asssombrou Lost, a morte de Rita foi tão importante e vital, que deveria fazer parte de um arco muito maior, conectado com o final da serie. Afinal foram cinco quatro temporadas onde ela era, quer queira quer não, o contraponto e âncora de Dexter com o mundo externo.

Irmão, que tal usar um cavanhaque?

A comoçao de Dexter com a morte do irmao Sam, e a sua vingança, o levam a um dos melhores momentos da serie, onde Dexter se deixa entregar ao Dark Passenger, com a ajuda fantasmagorica, embora dispensável, de seu irmao. É uma pena que os roteiristas nao tiveram culhoes de levar essa ideia a frente, o que poderia dar nao apenas esse episodio sensacional, mas uma temporada inteira, podendo a ideia ser usada ate como grand finale da serie. Como foi, tudo se fechou no próprio episódio e a sombra do irmão, ou mais importante do Dexter liberado,  mais uma vez foi ao além (Notem que nao vi os episodios seguintes, e pode ser que tenham dado sequencia ao evento).

Desse ponto de vista, se a morte de Rita tivesse ocorrido de modo dramaticamente mais pensado, poderia ser o grande libertador do Dark Passenger, o que levaria o insandecido Dexter a percorrer o pacato, mas algo sombrio, interior americano, levando sua sombra num crescendo de terror. Nem que fosse um arco de alguns episódios…

Michael C. Hall tem uma performance arrasadora nesse episódio. Vamos ver se os roteiristas conseguem usar esse talento além, tendo em vista o momento onde realmente haverá o confronto de Dexter com o(s) assassino(s) do apocalipse!

[DEPOIS DE UMA CONVERSA POR EMAIL COM O @PLANETOIDEX, SEGUE UM APROFUNDAMENTO SOBRE A QUESTAO DO IRMAO]

Nao gostei da volta do irmao em si, foi bem idiota e simplista e algo fora do tom da serie,  mas sim dessa linha possivel de acao onde o Dexter ficaria “desinibido”. Nao acho que isso deveria ser o tom da serie, mas é um conflito muito interessante que tiraria a serie do comodismo que esta hoje. Nao quero temporadas e mais temporadas dele matando gente pelo interior, seria ridiculo, mas sim que isso fosse usado como elemento dramatico importante por alguns episodios, quem sabe no grand finale da serie. Ou seja, meu ponto no post é que a serie deixou de correr riscos, esta dentro de uma comodidade do status do Dexter. Esse episodio foi um dos poucos nessa temporada onde ele realmente ficou em risco de ser pego ou descoberto.

Lembram-se como era Dexter no inicio? Existia o risco nas acoes dele, o perigo de ser pego, ser descoberto, a preocupacao em ocultar, em conseguir encobrir pistas deixadas. Hoje, ele mata sem risco explicito, tanto que ja cortam para a sala ritualistica.
%d bloggers like this: