05 May 2014 ~ 3 Comments

[atualizado] Entrevista exclusiva com o Denilson Ricci, editor da antologia O Mundo Fantástico de H.P. Lovecraft

[ATUALIZAÇÃO]

A segunda edição do livro esta em pré-venda por tempo limitado . Aproveitem! 


 

 

Já divulgamos aqui no Nerdmor a interessante iniciativa do lançamento de um livro (papel mesmo) de antologia de H.P. Lovecraft. Com o grande diferencial de ter novas traduções caprichadas feitas por fãs do autor e com todo esmero editoral que só apaixonados por um assunto conseguem fazer.

O editor Denílson Ricci cedeu um pouco do seu apertado tempo livre, já que esta nos momentos finais de editoração do livro, para batermos um papo sobre esse importante lançamento.

1. Como surgiu sua paixão pela escrita de H.P. Lovecraft?

Em meados de 2003 fiquei sabendo de um baú, do falecido avô de uma antiga amiga, nele encontrei coisas raras e antigas e entre elas o primeiro livro com obras de H.P. Lovecraft publicado no Brasil, eu comprei ele por um preço muito pequeno. A partir daí surgiu em mim um interesse crescente pelas obras desse autor, vindo ao longo dos anos a formar uma das maiores coleções de suas obras na minha biblioteca particular.

2. Quais seus três contos prediletos?

Eu gosto muito do conto O Chamado de Cthulhu, por ser um trabalho investigativo e que prende muito a atenção de quem lê, além de introduzir o leitor na mitologia do autor, falo o mesmo para o conto Nas Montanhas da Loucura. Existe outro conto também muito interessante que recomendo a todos que é o A Sombra em Innsmouth, em que Lovecraft nos apresenta um povoado de pescadores aterrorizados por uma força maligna vinda dos mares.

3. Como foi cuidar do site Lovecraft todos esse anos?

Uma tarefa muito difícil, mas ao mesmo tempo muito satisfatória. Difícil, pois financeiramente sou apenas eu que o mantenho ele não recebendo ajuda de ninguém, infelizmente… E satisfatória, pois fico contente que com esse trabalho mais e mais pessoas vieram a conhecer a obra desse grande escritor. Desconfio inclusive que muitos lançamentos de livros hoje em dia, se devem a popularidade crescente de Lovecraft no Brasil por conta de nosso site desde 2004 quando ele entrou no ar.

4. Qual a sua opinião do tratamento dado ao Lovecraft pelas outras editoras?

As editoras no Brasil não conhecem o potencial que tem as obras de Lovecraft. São em sua totalidade, edições mal cuidadas e que deixam a desejar em tudo (tradução, revisão, diagramação, capa, etc…). Uma ou outra editora tem algum diferencial, mas mesmo assim não recomendo nenhuma.

5. Como surgiu a ideia do livro?
A idéia do livro surgiu a partir da insatisfação de muitos admiradores do escritor com a péssima qualidade das obras editadas no Brasil.

6. Quais os maiores desafios de editorar o livro?

Um dos maiores desafios certamente foi encontrar pessoas dispostas a fazer um bom trabalho por amor ao leitor e de maneira voluntária, uma vez que não tínhamos condições de bancar uma edição. Eu agradeço muito a essa equipe que se formou. Entretanto, fico triste pois se por um lado formamos uma equipe muito boa, por outro tivemos pessoas que abandonaram o projeto no meio do caminho o que atrapalhou muito o andamento do desenvolvimento do livro.

7. Como você vê a queda de custo na produção semi-profissional de livros possibilitada pelos avanços na tecnologia? Pretende lançar futuramente em formato ebook?

O processo de publicar livros pelo sistema digital por demanda é bom. Entretanto o que as pessoas não sabem é que o custo para se publicar um livro bem acabado nesse sistema não é tão barato assim, pois publicar do jeito que muitos autores independentes fazem (ou seja, de qualquer jeito) é fácil. Outro aspecto interessante é que para se manter a qualidade de uma publicação offset é preciso que todos os livros sejam impressos de uma única vez (por conta da calibração da cor nas máquinas), e também que as máquinas de impressão por demanda sejam novas e modernas, pois as primeiras (máquinas) que saíram são horríveis.
Não pretendo lançar em ebook, pois é um formato que de fato ninguém dá atenção. Veja se na lista de grandes lançamentos se tem algum ebook ou se alguém da crítica especializada faz algum comentário sobre esses livros.

8. Como foi selecionar o que entraria no livro?

Algo muito complicado e que contou com a colaboração dos amigos da equipe editorial do livro. A idéia foi fazer uma antologia que desse uma visão geral dos escritos do autor. Também tivemos um especial cuidado em colocar obras no livro que fossem apenas de domínio público, uma vez que existem escritos de Lovecraft em colaboração com outros escritores, que ainda tem direitos autorais.

9. O que mudou na sua visão do autor depois de ser um editor do mesmo?

Fez-me compreender ainda mais o quanto sua obra é complexa, e que se não for bem revisada a tradução não temos como apresentar um material de qualidade ao leitor.

10. Já tem planos para um próximo livro?

Temos alguma coisa em mente, quem sabe algum especial com uma novela do autor. Ou uma pequena antologia de autores que influenciaram a obra de Lovecraft.

Muito obrigado Denílson pela entrevista e boa sorte no lançamento do livro atual e dos futuros.

%d bloggers like this: